Em meio a uma pandemia, a imprensa nos ataca com um novo pânico: a nuvem de gafanhotos no Brasil, que virá pela Argentina. Segundo as notícias, a espécie de gafanhotos que nos atacará é o gafanhoto migratório sul-americano.

Essa nuvem de gafanhoto tem a característica de seguir seu caminho coletivamente, ou seja, sempre em grupos grandes. E ele ataca lavouras de milho, soja e trigo. Entretanto, devemos temer a mais essa praga?

Eu não gosto de consultar apenas uma fonte, muito menos quando é a grande mídia. Quando o assunto é campo, ou agronegócios, eu gosto do Canal Mundo Rural Business. Um grupo de consultores que sempre faz análises interessantes, sérias e independente.

Segundo os analistas desse canal, o homem não precisa se preocupar, pois eles não atacam humanos. Portanto não seremos atacados por gafanhotos intergaláticos ou gafanhotos zumbi. Rs. Eles apenas tem como alvo as lavouras.

Eles já avançaram no Paraguai, depois na Argentina e estão atualmente no Uruguai. Quem deve ficar alerta são os agricultores do Rio Grande do Sul, e ainda não chegaram lá. Porém, podem até mesmo não atravessar as fronteiras. Podem não chegar no Brasil.

Quando lemos as notícias da Grande Imprensa, vemos que sempre exageram os textos, com notícias terríveis para nos impressionar e comprar o jornal ou dar like no post.

Voltando ao Canal Mundo Rural Business, eles ainda nos acalmam dizendo que há tempos as nuvens de gafanhoto atravessam os países sul-americanos. Principalmente, na Argentina, e os danos não são tão terríveis como a mídia apresenta. Tudo não passa de sensacionalismo barato. Mas continuaremos de olho 👀. Fiquemos, no mínimo em alerta. Ok?

Até a próxima, pessoal, e que Deus os abençoe sempre.