– Olá, amigos e alunos,

– Hoje vamos conversar sobre mais um tema polêmico que surgiu durante as eleições 2018. Afinal de contas, o momento mais propício para se debater esses temas é durante as campanhas eleitorais. Momento em que candidatos, eleitores e militantes querem expor seus projetos, planos e pontos de vista.

– O tema da legalização da maconha, que é o tema deste texto, entra na mesma questão que o aborto, e os mesmos lados envolvidos no tema do aborto se repete aqui, os esquerdistas são favoráveis à liberação da maconha, como aconteceu em vários países como Holanda, e recentemente Uruguai.

– Os defensores da liberação argumentam que esses países liberaram e foram bem sucedidos. Já a ala dos conservadores são contra a liberação destas drogas, argumentando que nesses lugares em que o uso das drogas foi liberado surgiram vários problemas sociais que antes ou não existiam, ou existiam em pouca escala.

– Enquanto os esquerdistas afirmam que a maconha não é uma droga viciante, e ela é usada como medicamento em várias partes do mundo; os conservadores crêem que a maconha é a porta de entrada para vários outros tipos de drogas mais fortes, como o crack, a cocaína ou êxtase. Além disso, os conservadores também defendem que liberar a maconha é sinal de degradação dos valores de uma sociedade.

– Independente do lado que você esteja nesse debate, você tem que concordar que a questão é mais ampla e merece uma lista de argumentação mais ampla e rica. Porém, por enquanto ficaremos com esses argumentos, ok? Até a próxima e bons estudos👊

– Blog:
http://www.eduardonagaiblog.wordpress.com
– Insta @profeduardonagai

➡ Curta, espalhei ie compartilhe😎👍
#LinguaPortuguesaBrasil