– Olá amigos e alunos,
– Os vestibulares costumam pedir três tipos de temas: os temas mais filosóficos, os temas políticos, ou temas polêmicos. Tema como a questão da família, ou dos valores religiosos são mais filosóficos, por exemplo, porque requerem um pouco mais de abstração. Temas, como por exemplo, liberalismo e comunismo, são temas mais voltados pro político. Já, um tema como o que vamos ver hoje é o polêmico.

– O tema de hoje é um tema extremamente polêmico. Porque existem duas ideologias opostas que opinam ferozmente sobre esse assunto. De um lado as feministas e os esquerdistas que defendem abertamente que se discrimine o aborto, ou seja, que a lei permita o aborto.

– Do outro lado, existe a ala dos conservadores que são contra a liberação do aborto. Cada um dos dois lados possuem seus arsenais de argumentos. Mas vamos ver um de cada. As feministas falam que o corpo que sofrerá o aborto é da mulher, e elas têm o direito de decidir sobre o seu corpo. Existe até mesmo uma frase que costumam utilizar: “meu corpo, minhas regras”.

– Em compensação, os conservadores contrapõem a esta afirmação dizendo que o corpo do feto não é da mulher e sim de uma nova criatura, ou seja, da criança que está para nascer, por isso, abortar significaria assassinar uma vida.

– Nas eleições de 2018 vemos que o lado do Haddad defende a liberação do aborto, enquanto o Bolsonaro é contra. A questão é complexa, e ampla, não há como resumir nessas poucas linhas esse debate. A questão é que nessas eleições esse tema surgiu forte, acusações de ambos os lados apareceram sobre essa questão. E nada impede que esse tema ressurja em algum vestibular, ou mesmo no ENEM 2018. Ok? Até a próxima e bons estudos 👊

➡ Curta, espalhei ie compartilhe😎👍
#LinguaPortuguesaBrasil